Com o Resgate de Fractais de Alma (RFA) podemos tratar questões de saúde física, psicológica, emocional e espiritual, traumas do passado, dores crônicas, medos, problemas de relacionamento, realização profissional, prosperidade, auxiliando em tratamentos e atuando na prevenção de saúde. Também pode ser feita para animais e para ambientes (casas e empresas).

Confira abaixo uma lista de textos que introduzem algumas dessas aplicações, juntamente com outros temas que revelam os fundamentos e a dinâmica do RFA aqui compartilhado pelo facilitador de RFA,  JP Paixão.

 

RFA E A SINTONIA INTERNA:
“Ajustando suas frequências interiores” – Ver

RFA – RESGATANDO RELAÇÕES:
“Descomplicando relacionamentos” – Ver

RFA – ALMA PRÓSPERA:
“O direito de viver em abundância” – Ver

RFA – O PODER DE CO-CRIAR:
“As infinitas formas de manifestar” – Ver

RFA – ONDE O BEM SE ANCORA:
“O poder da entrega e da confiança” – Ver

RFA: A SAÚDE QUE ME PERTENCE: 
“Os alertas de proteção que o corpo emite” – Ver

RFA – ALMA PET:
“O poder de transmutação dos animais” – Ver

RFA – MEDO, AQUI ESTOU:
“Libertando-se dos dramas e traumas” – Ver

RFA – MINHA CASA, MUITAS VIDAS:
“Recuperação e renovação de ambientes” – Ver

RFA – O PASSADO EM NÓS:
“Saudações aos nossos antepassados” – Ver

RFA – A SUBSTÂNCIA DA MAGIA:
“A ciência do feitiço nosso de cada dia” – Ver

RFA – ABRINDO CAMINHOS:
“Quebrando padrões repetitivos” – Ver

RFA – A SAGRADA POLARIDADE:
“Feminino e Masculino em ressonância” – Ver

RFA – ALMA SUSTENTÁVEL:
“Recuperando nossos pedaços” – Ver

 

 

RFA e a Sintonia Interna

  • Ajustando suas frequências interiores.

    Como um imenso rádio, emitimos ondas. Podemos mudar de estação (frequência) e aumentar o volume (intensidade). Você pode estar num relacionamento muito saudável e agradável, de repente algo desestabiliza essa relação. Aquela bela melodia começa a ficar cheia de chiados, começa a incomodar a tal ponto que você simplesmente decide desligar o rádio, acabando com uma relação a dois, se afastando de familiares e amigos, mudando de emprego. Essas interferências podem continuar em novas relações, mesmo mudando de frequência. Por causa de estações piratas que interferem no seu campo. E tudo que você quer é tranquilidade para ouvir um bom som, uma boa trilha sonora para amar, descansar, trabalhar, estudar, dançar!

    O RFA (Resgate de Fractais de Alma) limpa suas frequências, te ajudando a se sintonizar melhor. Às vezes são interferências externas que invadem seu campo, em outras são canções antigas que continuam ressoando no seu campo. É como se tivesse um operador de som que continua tocando velhas canções, com as quais você não se identifica mais, e quando tocadas remetem a memórias desagradáveis.

    O terapeuta de RFA é um técnico de som que diz para o seu DJ interno: “Olha, essas músicas estão fora de moda! Joga fora! Muda!”. Ele limpa e reorganiza seu acervo musical. Então quando você quiser sintonizar na alegria, não vai ficar ouvindo tanta coisa melosa no meio. Quando quiser dançar, seu corpo não estará sofrendo com dores “que não lhe servem mais”. Na hora de prosperar, vai ouvir a trilha do sucesso, e não o som da auto sabotagem.

    Após o RFA fazer a faxina, você só precisa manter, tirar o pó às vezes, passar uma vassoura… E de tempos em tempos chamar o técnico para a manutenção preventiva. Enquanto isso, escolha as melhores frequências, sem aumentar muito o volume para não distorcer o som. Equalize-se, sinta a melhor sintonia para você.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

     

  • Descomplicando relacionamentos.

    Algumas pessoas têm a sensação de repetir os mesmos padrões em relacionamentos afetivos. Como se os cenários e os personagens mudassem, mas com um roteiro muito similar. Você comete os mesmos erros, a outra pessoa faz a mesma coisa que outros já fizeram “contra” você. Brigas, atritos, desentendimentos, mágoas e dramas. Se esse cenário se repete em sua vida, você pode pensar que o problema está em você? E é a pura verdade!

    Entenda, a causa do problema ESTÁ, não É você. Aquela situação vivida, que você jurou que nunca mais passaria novamente, mesmo com os aparentes aprendizados, tende a se repetir. Se você não muda, nada muda, certo? Em parte sim. Fazer nossa parte é fundamental, ser responsável por nossas escolhas, por aquilo que alimentamos. No entanto, partes suas não absorveram muito bem as lições vividas e continuam vivendo naquele cenário do passado. Então quando você vive uma cena parecida, do seu subconsciente emerge toda aquela experiência de sofrimento. Um momento que poderia ser facilmente vivido, acaba virando uma cena de novela mexicana.

    E isso ocorre em todas as relações, não somente no relacionamento a dois. Nas relações familiares, profissionais, com os amigos, e especialmente com você. Seu pai que só pode ter sido seu inimigo em outra vida, seu chefe que veio do inferno para lhe perseguir, o preço que você ainda paga por ter jogado pedra na cruz… Por enquanto, vamos tirar de tudo isso o peso dos condicionamentos culturais e religiosos. Hoje você se sente mais seguro, senhor/senhora de si mesmo. E apesar dos pesares, ainda parece ganhar os mesmos papéis nessa novela chamada vida.

    O Resgate de Fractais de Alma (RFA) tem a função de desligar esses papéis. Os fractais de alma são memórias com emoções, os personagens que continuam presos nas mesmas cenas. Já pensou quantos papéis você já interpretou? Ao longo dessa e de outras vidas? Os cenários mudam, os atores mudam (nem sempre), você muda (é a meta), então pra quê viver sempre o mesmo papel?

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • O direito de viver em abundância.

    Hoje você pode saber que dinheiro não compra felicidade, e que nem por isso precisa abdicar dele, que não precisa escolher entre ser próspero ou ser feliz. Aprendeu que estar saudável, ter uma boa relação familiar, viver bem a dois (ou sozinho), se realizar profissionalmente, conhecer mais sobre a vida e sobre si, tudo isso é prosperidade. E que dinheiro apenas representa uma energia de troca, um meio de possibilidades e facilidades, que não é bom ou ruim, depende do uso que fazemos dele. Apesar de tudo isso, você não se sente próspero?

    Estabilizado financeiramente, miserável em termos afetivos, sem conseguir manter uma relação estável, com brigas constantes na família. Não evolui na sua profissão, não se realiza no que faz. Atinge um certo patamar da vida, equilibrada em todas as áreas, mas não consegue ir além disso. Por mais que faça e se esforce, em algum setor de sua vida a coisa não anda, ou então sente-se insatisfeito na sua vida como um todo.

    Sabe aquela surpresa (nada agradável) ao aprender que tudo é muito caro, que tudo é difícil, que dinheiro não nasce em árvore, que precisa trabalhar a vida inteira para juntar um pouquinho, para depois, quem sabe, ser feliz? Ela continua registrada no seu subconsciente, junto com diversas outras memórias, soterradas lá no fundo, dizendo: “você não é capaz”, “você não merece”, “a felicidade não é deste mundo”. Lembranças conflituosas, e às vezes até traumáticas, que ficam registradas em nosso campo vibracional, ao longo de uma vida (e mesmo antes desta), que vem também como uma herança passada de geração em geração.

    O RFA (Resgate de Fractais de Alma) limpa o seu campo dessas impressões, cortando os elos com suas partes que, inconscientemente, negam sua prosperidade. Liberando essas memórias daquela carga emotiva, toda aquela energia presa e estagnada pode ser direcionada melhor para seus objetivos. Ao soltar essas amarras, fica mais fácil ouvir, compreender e apoiar as escolhas de sua alma.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • As infinitas formas de manifestar.

    Seguir seus sonhos, fazer planos, traçar metas, tudo isso é fácil e muito lindo no papel. Porém, quando acordamos, a realidade muda completamente, certo? Claro que sim! E claro que não! A realidade depende da sua vontade? O mundo gira em torno do seu “imbigo”? Tudo depende de você?

    A maior parte das funções de nosso organismo acontece involuntariamente, sem a nossa consciência ativa. Você acha que é “você” quem respira, que está no controle? Lembra quando passou muita raiva e de birra disse, “não vou mais respirar”? Se você está lendo esse texto, seu corpo não obedeceu… É pra passar mais raiva ainda, nem no seu corpo você manda! Calma, lembra que você respirou mais fundo, conseguiu pensar melhor e se acalmar? Opa! Tudo não depende de você, mas você está no controle! Ou então, você não controla tudo, mas tudo depende de você?!

    Desde o inconsciente para o subconsciente, do sub para o “eu estou aqui”, existe o seu poder de escolha. O que você deseja depende do suporte de muitas coisas, do corpo que executa, do terceiro que ajuda, da situação perfeita, da oportunidade que muitos se beneficiarão. Aquele seu sonho grandioso, ousado e revolucionário, tão distante do seu “eu” de agora, é fundamental para que os sonhos de outros também se concretizem. Realmente, não basta sonhar. É preciso entrar na frequência certa. Na arquitetura do universo, não existem rebarbas, tudo se encaixa.

    A terapia RFA (Resgates de Fractais de Alma) ajuda a compreender os mecanismos de interação entre o consciente e o subconsciente. Sem tantas interferências entre a visualização, a realização e a manifestação de nossos sonhos. 90% acontece no invisível, o subconsciente. Porém, tudo isso não funciona como um jogo de azar. A sorte depende dos 10%, do eu consciente, de você.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • O poder da entrega e da confiança.

    Ancoramento é uma conexão para sustentar, estabilizar e proteger quem desbrava os mares da consciência. Para não navegar à deriva ou perecer no desconhecido, ancorar é uma medida de segurança para adentrar neste oceano sem fim chamado “existência”. Em seu porto seguro, no escuro da noite ou nos abismos marítimos, uma âncora conecta sua nau ao todo. Essa âncora é conectada por um fio de luz, inquebrantável e que, ao mesmo tempo, ilumina sua jornada.

    Navegar é preciso… Confiar é preciso. É na confiança que o navegante se embrenha nos mares sem fim. Confiança em si, em suas habilidades, em sua capacidade de aprender e compreender. Confiança no espírito das coisas, nas rotas que precisa percorrer, na proteção que o ancora, nas forças que inspiram e guiam. O ancoramento oferece uma comunicação direta entre o invisível e o órgão do espírito, a ALMA.

    Pautado numa espiritualidade livre, sem dogmas ou doutrinas, o RFA (Resgate de Fractais de Alma) tem o suporte de uma imensa egrégora (seres de luz que atuam no bem). São equipes que fazem o traslado e transmutação das energias a serem empregadas com propósitos terapêuticos. Uma equipe singra os mares à frente, desobstruindo o caminho de obstáculos. Outra equipe faz a reciclagem do que é descartado durante o trabalho. Há ainda uma equipe de mergulhadores que resgatam coisas perdidas, outra que despolui e revitaliza as águas. Entre muitos outros apoiadores e investidores, essa incrível egrégora opera através de navegadores, conhecidos como TERAPEUTAS.

    Como está sua consciência? Ainda circulando em rios poluídos e longe dos mares que podem te levar ao oceano de sua própria consciência (que é única com o todo)? Sente um chamado para esse oceano, mas precisa tirar certos pesos que o prendem e tendem a lhe afundar num lamaçal de incertezas e medos? O RFA é uma ciência aplicada que ajuda navegantes e passageiros a viajarem com segurança. Confia, entrega, em si e na ajuda de quem navega e da egrégora que os ancora.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Os alertas de proteção que o corpo emite.

    Se o corpo é um imenso alto-falante, a dor é um alarme indicando que tem alguma coisa errada. E quando esse “desperta-dor” toca? Você acorda com o barulho e levanta, não escuta (ou finge), desliga e volta a dormir, ou aperta o modo soneca, ficando infinitamente no “só mais 5 minutos”?

    Muitos desses alarmes não precisam ser acionados, ao invés criá-los e depois ter que desligar (com ações mais extremas como cirurgias), adiar com o modo soneca (com o uso de analgésicos e antiinflamatórios), pratique exercícios, se alongue, alimente-se bem, cuide de sua saúde física, emocional, mental e espiritual. Se acontecer uma coisa inesperada, como uma batida em um objeto, o alarme soará como uma forma de proteção. E quando alarmes disparam sem nenhuma explicação aparente?

    Quando você cuida de sua saúde como um todo, pequenos alarmes disparam como um aviso de cuidado, e são apagados assim que o problema é resolvido. Se seu despertador vive gritando “dor!”, baixinho no caso daqueles pequenos incômodos, escandalosamente com dores que lhe deixam de cama. Se vai constantemente aos médicos, já tentou inúmeras possibilidades de tratamento, e no máximo consegue um alívio temporário, é preciso desativar esses alertas que são disparados sem necessidade.

    É justamente isso que o RFA (Resgate de Fractais de Alma) faz, desabilita os alertas inúteis que ficaram registrados no seu subconsciente, e que vira e mexe disparam. Quando esses alarmes obsoletos tocam, você acaba entrando na frequência da dor, pois ficaram associados com memórias de dor. Ao deletar esses alarmes antigos, aquela energia desperdiçada passa a ser empregada nos mecanismos que garantem sua saúde integral.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • O poder de transmutação dos animais.

    Quem cresce com um “pet”, ganha, compra ou adota um animal de “estimação”, aprende certas diferenças. Compreende que pet não significa chaveirinho, não é um brinquedo, que essa estimação não tem nada de leviana ou superficial. Esses estimados seres, cachorro, gato, papagaio, cobra, cavalo, vaca (conforme o tamanho do quintal de cada um), tem um instinto mais apurado, uma conexão mais clara com a natureza.

    Entre os animais que caminham sobre quatro patas, rastejam, voam, nadam e os que ainda estão aprendendo a caminhar sobre duas patas, as vibrações geradas de amor e alegria têm o poder de contagiar, curar e transformar. Com cada espécie a relação é diferente, assim como com cada pessoa e animal, depende muito da nossa postura verdadeira de respeito, estima, carinho e amor.

    Seja qual for o animal, ele se torna um companheiro de jornada, um integrante do seu lar. E às vezes acontece desse querido amigo ficar um pouco pra baixo, se alimentar mal, apresentar alguma alergia ou até um problema mais sério de saúde. Mudanças de comportamento, como inquietação, agitação, apatia, entre outros. O fato é que por ter um instinto mais aguçado, com o tempo de convívio desenvolvem um maior senso de proteção e zelo pelas pessoas e pela casa. A tal ponto que passam a atuar como verdadeiros guardiões e transmutadores de energia. Aquele lugar com um astral barra pesada que você visitou (até mesmo a casa de uma pessoa querida, mas que no momento não está muito bem), quando você fica doente, quando recebe visitas sobrecarregadas de energias estranhas. Tudo isso que adentra sua casa, ou que você traz de outros lugares, afeta seu animal, que naturalmente busca eliminá-las.

    A aplicação do RFA (Resgate de Fractais de Alma) em animais, serve para desligar todas essas energias que perturbam e provocam doenças nesses valorosos parceiros. Tão importante quanto, é identificar os elementos que causam essas alterações. Se é dos ambientes que o animal frequenta ou se vem de outras pessoas. Por isso, após a limpeza do campo do animal, é importante tratar a pessoa da qual ele captou tal energia, e/ou do ambiente.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Libertando-se dos dramas e traumas.

    Quando você fala “ninguém sabe o que passei”, colocando o drama de lado, tem toda razão. A questão é que muitas vezes nem você mesmo sabe o que passou. Somos mais do que pensamos, já vivemos mais do que imaginamos, sabemos mais do que aquilo que usamos conscientemente…

    Subir uma escada com atenção é uma medida de precaução. Mas se antes de subir você já está com medo, as chances de um acidente são maiores. Nem sempre o medo nos impede de realizar uma tarefa, mas gera inúmeras inseguranças, nos colocando num estado de alerta desnecessário. Muitas pessoas têm medo de altura, muitas com verdadeiras fobias. Enquanto uns conseguem administrar esse medo, a pessoa fóbica se sente completamente atemorizada. Entre o medo e a fobia há diferentes graus. Uma pessoa que supera o medo de altura, realiza seu sonho de morar num apartamento com uma bela vista. Chegar a esse ponto já foi um grande passo. No entanto, se ainda sente medo ao contemplar a vista de sua varanda, onde está o prazer da conquista?

    Todos sofrem com medos. Alguns disfarçam melhor, uns não assumem, outros se escondem atrás de seus medos. Se o medo lhe congela, paralisa e amedronta, saiba que você não está sozinho. E mesmo que todo mundo tenha, lembre-se, “você não é todo mundo”… Medos e fobias tem suas raízes em traumas vividos, em histórias mal compreendidas, em dramas do passado. Muitos dos nossos medos foram ensinados, institucionalizados, até entronizados. Quem teme o escuro é por uma reação natural, lhe ensinaram que o escuro esconde perigos ou foi incentivado a esconder lá seus monstros?

    Quando utilizamos o RFA (Resgate de Fractais de Alma) no tratamento de medos, fobias e traumas, buscamos as causas, resgatando as partes livres que foram perdidas. Ao invés de encarar, confrontar seus medos, matar monstros e quimeras, basta desfazer o elo com os motivos que o aterrorizam. Ter medo não é uma coisa para se envergonhar, se vangloriar, nem mesmo sofrer calado. Embora comum, medo não é uma reação natural. Portanto, se esse mal não lhe pertence, liberte-se.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Recuperação e renovação de ambientes.

    Por mais que você limpe, sua casa parece sempre suja. Quanto mais procura, mais coisas para limpar. São cantos e mais cantos, recônditos insondáveis que de repente a vassoura e o rodo acabam descortinando. A lógica é que a sujeira é maior conforme o tamanho da casa. E é na faxina da vida que aprendemos que a lógica não é uma ciência muito aplicável… Muitos lugares exuberantes em que você entra e sai acabado. E tantos outros lugares simples dos quais você sai mais leve.

    Seu barraco, seu palacete, seu apartamento, seu quarto, ou seja lá o que você considera como lar, não vive sempre sujo como aparenta. Depende do asseio do morador. O que estava escondido só veio à tona porque alguém se propôs a limpar. Pode jogar debaixo do tapete, enfeitar com flores, perfumar, tapar o nariz, fazer vista grossa. Se tem sujeira é porque alguém sujou, esteja visível ou oculta, além das ações do tempo. Limpar é primeiramente um ato preventivo.

    Como é possível alguém levar anos para vender uma casa? Enquanto outro nem anuncia e já aparece um comprador. Como pode um comércio abrir e falir em tão pouco tempo? Você pode não chamar sua empresa, seu comércio, de lar, mas passa às vezes mais tempo lá do que em sua própria casa. Casas em que os moradores vivem doentes, casas que estão sempre necessitando de reparos. Empresas que não deslancham, sempre no vermelho. A causa de tudo isso pode ser a falta de uma limpeza mais profunda.

    O RFA (Resgate de Fractais de Alma) também trata de casas e empresas, através da “Análise Espectral de Ambientes”. Essa ferramenta é utilizada para diagnosticar as frequências que interferem no ambiente. O antigo morador da casa pode ter saído, mas pode ter deixado muita coisa por limpar, isto é, no campo energético. Uma empresa que não prospera, pode ter sido construída em um local que antes vivia empregado de energias densas (matadouros, presídios, locais onde praticaram crimes). Uma casa não serve apenas para abrigar, uma empresa não serve apenas para gerar lucros. São templos onde se desenvolvem templos.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Saudações aos nossos antepassados.

    Hoje em dia, poucas pessoas sabem ou se importam com suas origens, tendo conhecimento apenas sobre quem são seus avós, e no máximo seus bisavós. Você pode ser descendente de nobres, reis, heróis, ladrões, artistas, vagabundos, camponeses ou não identificados. Provavelmente, uma mistura de tudo isso.

    Pode não ter sangue azul, mas o que corre em suas veias contém a riqueza e a sabedoria de uma longa linhagem. Obviamente, essa herança também carrega sua cota de pragas e maldições. Geração após geração, valores positivos são transmitidos, juntamente com crenças limitantes e preconceitos. Não só aquela receita de bolo é passada em sua família, como também os conflitos e desentendimentos. Um pai que amaldiçoa um filho por gastar toda sua fortuna, e séculos depois os filhos daquela linhagem não entendem os motivos de tanta escassez. Você não cometeu os erros dos seus antepassados, é uma pessoa que nunca dependeu da família, como se diz, se fez por si. Nem ao menos sabe quem foram seus pais, de onde vieram, o que fizeram, pensavam ou sentiam.

    A maioria dos orientais ainda têm o hábito de honrar e prestar culto aos seus ancestrais. Essa homenagem, respeito e reverência, não é feita a um quadro com o desenho de uma árvore genealógica. Esta é uma forma de reconhecimento a todos que contribuíram, com seus erros e acertos, com suas lutas, amores, perdas, sofrimentos, conquistas e sucessos, para que você chegasse aqui. Agora você tem a oportunidade de fazer melhor, de ir além, graças a esses alicerces, abrindo caminho para os próximos.

    No Resgate de Fractais de Alma (RFA), ao tratar a linha de ancestralidade de uma pessoa, resgatamos aqueles personagens que estão presos em memórias mal resolvidas, e limpamos todas aquelas pragas e maldições que continuam ressoando na sua linhagem. Embora muito se perdeu na poeira do tempo, muitas das frequências geradas nas vidas que lhe antecederam continuam gravadas no seu campo energético. Ao dissolver esses fractais, possibilitamos que aquela energia estagnada flua, desbloqueando os caminhos que estavam presos.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • A ciência do feitiço nosso de cada dia.

    Todos procuram a fórmula mágica do amor, a receita do sucesso, o segredo da felicidade. Desejam saúde, riqueza, beleza e prazer. Porém, sem conhecimento, sem semear e cultivar, a saúde padece, a riqueza esgota, a beleza desvanece, o prazer acaba. Parece que falta aquele algo a mais para acontecer, que não depende apenas de sonhar, nem do empenho, falta um toque de magia…

    A magia é utilizada desde o início dos tempos. Não falo de magos, bruxas e xamãs, estes simplesmente são estudiosos que se aprofundaram na ciência da magia. É empregada diariamente por todos, na construção e desconstrução das relações familiares, amorosas e profissionais, com o uso dos elementos da natureza e da alquimia interior. A substância fundamental da magia é a “intenção”. É dela que depende o sucesso de diversos magos, entre eles: donas de casa, cientistas, empresários, artistas e apaixonados.

    Na busca pela compreensão da magia, milhares de pessoas foram perseguidas, torturadas e queimadas. De uma forma ou de outra, todos já sofremos pela magia. Lembra do quanto você já sofreu por amor? Num tempo em que você achava que isso era belo, que era o preço a se pagar… Essa mesma distorção aconteceu com a magia. Além de sofrer calado, aprendemos que magia não existe, não funciona. Sem essa consciência, muitos seguem sem perceber o poder que exercem ao desejar mal para alguém, ignorando o seu poder de intenção. E ainda acreditamos que o amor dói, que as coisas precisam ser difíceis, que não dependem de nós (ou só de nós).

    O RFA (Resgate de Fractais de Alma) lida com todos os tipos de magias, inclusive aquelas fixadas nos postes da cidade, que se ocultam nas grandes empresas, que destroem relacionamentos, que impedem a realização de sonhos. Tão importante quanto, é desfazer essa amarração de crer que você não nasceu para ser feliz, que sucesso é para poucos, que o sofrimento é bom! A mágica do RFA se revela na ciência de desconectar e esclarecer tudo que bloqueia sua vida, abrindo passagem para “a magia de ser e estar bem”.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Quebrando padrões repetitivos.

    Dores pelo corpo que insistem em voltar. Trata, reabilita, previne, e o problema persiste. Depressão, síndrome do pânico e fobias, tratados por anos para estabilizar o quadro, e quando tudo se ajeita, de repente uma brusca recaída. Trabalha, trabalha, trabalha, cria, inventa, renova, e o negócio não anda. Começa uma coisa nova e não termina, vontade não falta, mas surgem inúmeros obstáculos.

    Será que somos fadados ao fracasso? Muitos despertam para a inutilidade de viver apenas para cumprir metas, ser um cidadão exemplar e um profissional bem sucedido. Tudo isso tem muita importância, como um meio, e não um fim em si. E por mais que se abra mão do lado material, pense: como vai seu lado espiritual? Internamente tudo está no seu lugar? Encontrou a tão almejada paz interior? Desvendou o “quem sou/de onde eu vim/pra onde eu vou/o que faço aqui”?

    O sucesso não é importante, e sim ser feliz… Ser feliz não é um grande sucesso? Comumente estamos felizes, são momentos passageiros, variando o prazo para cada um. Ser feliz é outra história… E nessa trágico-comédia, para ser feliz é preciso ser saudável (não apenas estar), no corpo, no peito, na mente e no espírito. Uma casa nova pode ser uma realização espiritual. Meditar pode serenar o coração. Amar e ser amado ajuda a amar o trabalho que se faz (ou ir de encontro a ele). Mas quando os obstáculos surgem, problemas se repetem, parece que o caminho se fecha, que a via para a felicidade está interditada.

    O RFA (Resgate de Fractais de Alma) abre caminhos, portas e janelas. Só que o caminho se abre de dentro para fora, sem invadir ou forçar mudanças. É limpando os padrões que se repetem, consciente e inconscientemente, tirando a importância do que já passou. Se algo se repete em sua vida, não é questão de fracasso ou sucesso. Simplesmente, são registros que precisam ser deletados do seu subconsciente. Como ser feliz, se tem tanta coisa arquivada ocupando espaço?

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Feminino e Masculino em ressonância.

    Homens desse lado, mulheres do outro. Mulher senta assim, homem não faz isso. Pega mal pra mulher, pega mal pra homem… E seguem os condicionamentos, as formatações e castrações que só separam e afastam mais a pessoa de si mesma. Seu corpo não lhe define, o que existe entre as pernas não limita e não impõe quem você é.

    Existe o sagrado feminino, existe o sagrado masculino. Essas duas polaridades compõem homens e mulheres, não são opostas, são complementares. O que não depende da orientação sexual, pois há quem não tenha nenhuma, e nem por isso se torna “neutro”. Consagrar sua existência é fazer valer sua experiência, aceitar seu jeito único, mais que macho ou fêmea, menino ou menina, mais até que humano, SER.

    Por milhares de anos o ser humano vive em guerra, oprimindo, se submetendo, impondo, causando dor, sofrendo sua própria dor. Mulheres violentadas, homens castrados, amores impossíveis, histórias mal contadas. A sociedade escarneceu, a religião torturou, a família renegou… Contudo, estamos evoluindo, quebrando tabus, rompendo barreiras, evoluindo, jogando fora os velhos padrões e crenças.

    Com tantos traumas gerados, ainda carregamos muitas marcas. Dificuldade em sentir e se permitir prazer, no sexo e na vida. Medo de amar, medo de ser verdadeiro, medo do outro. Com a ajuda do RFA (Resgate de Fractais de Alma) limpamos essas frequências de dor e sofrimento que fragmentam nossa alma, que corrompem essas sagradas polaridades.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA

  • Recuperando nossos pedaços.

    Uma bela manhã você acorda e pega um espelho para se observar, de repente um barulho repentino lhe assusta, e com isso você acaba deixando o espelho cair. Esqueça os sete anos de azar, o principal é limpar tudo para não se cortar depois. Nada que uma vassoura não resolva. Mas você sabe, há sempre o perigo de um pequeno caco escondido, de limpar a casa várias vezes, e num dia qualquer pisar num minúsculo pedaço de vidro. Eis que tal dia chega, e você pensa “de onde pode ter surgido isso?!”

    Você se machucou por sua culpa? Certamente não há culpa alguma, foi um acidente. Embora possa pensar que deveria ter limpado direito, você tomou todo o cuidado, fez o seu melhor na ocasião. Tantas vezes pisamos em cacos alheios, mas lembre-se, “cada um recolhe seus pedaços do jeito que pode”. Ao longo da vida, várias experiências geram impactos que afetam nossa alma. Uma desilusão amorosa, um fracasso profissional, a perda de um ser querido, geram marcas tão profundas que partes nossas se desprendem e ficam presas naquelas memórias.

    Quantas vezes alguém te magoou? Na verdade, quantas vezes você se magoou? Aquele famoso “jamais esquecerei”, fica registrado no subconsciente. Novamente o espelho se quebra, estilhaços que voltam a machucar. Só que ao invés de ir para debaixo do tapete, essas partes ficam em torno do seu campo vibracional. E quando você vive uma situação semelhante, aquele fragmento emerge do subconsciente, causando a mesma sensação de dor daquilo que lhe machucou. Ao contrário do espelho, que ao ser colado deixa de ser um espelho, virando apenas um mosaico, temos a capacidade de resgatar e reintegrar os pedaços de nossa alma.

    É justamente o que é feito no RFA (Resgate de Fractais de Alma). As memórias permanecem lá, só que ao recuperarmos um fractal, aquele “caco” de alma para de causar problemas. A alma é sua, inteira por natureza, livre por opção… Quando esses fractais são recuperados, o vazio é preenchido, o encontro acontece: você com você e todos os seus “eus”. Juntou os pedaços? A cola para manter é vibrar em frequências como o amor, a alegria e a paz. Essa é a beleza de uma Alma Sustentável.

    JP Paixão
    Facilitador de RFA