Este trabalho visa reconectar o EU encarnado ao seu primeiro fractal com as informações de origem planetária. Ao chegarmos a este planeta, seja fisicamente ou apenas em consciência (com nosso corpo em criogenia em nosso planeta de origem), temos uma adaptação ao corpo de fisicalidade terrestre, numa das 6 versões da raça humana desenvolvida para esta experiência de dualidade no projeto Terra.

 

 

Este trabalho foi recebido espiritualmente em dezembro de 2018 através de membros de uma equipe trabalhadora dos Aglomerados Criacionais (berçários das Supra mônadas), para nos ajudar a começar a trilhar o caminho de volta ao lar.

Este Corpo Original, tem todas as informações sobre nossa chegada, propósito planetário e endereço de retorno.

Com o passar dos milênios, acabamos ficando presos na roda encarnacional e, às vezes, trazendo emoções e sentimentos ligados a esta experiência de adaptação a nova fisicalidade, em geral, muito diferente do original, já que a proposta de dualidade terrena é bem densa.

Este trabalho visa 4 etapas distintas:

  1. Voltar a linha temporal e refazer a adaptação, que, em alguns casos, não foi muito bem acoplada, gerando problemas físicos em toda linha encarnacional;
  2. Identificar e tratar todas as linhas de emoções e sentimentos deste acoplamento;
  3. Sincronizar o Corpo Original com o corpo atual, criando um link para, ao desencarnar, podermos ter uma referência para onde voltar;
  4. Realizar um “download” de informações do Corpo Original para o atual, ajudando nesta etapa planetária.

 

Este trabalho é realizado em duas condições:

  1. A todos os alunos dos cursos de RFA – Resgate de Fractais de Alma;
  2. Durante os atendimentos, quando solicitado por esta equipe espiritual, a fazer esta reconexão.

Fora destas condições acima, não há como fazer esta reconexão, já que isso envolve um trabalho do encarnado de já estar no caminho de busca de seu autoconhecimento, já desligados vários fractais de sua estrutura e de sua linha de merecimento. Durante os atendimentos de RFA, os próprios mentores do paciente em conjunto com os mentores deste trabalho são quem decidem quem pode e quando será feito o mesmo.